Imagens

Antenor Barbosa dos Santos (Barbosinha)

Arnoldo Wald

Biblioteca da Faculdade de Direito


Casa de Cultura e Memória


Centro Acadêmico Luiz Carpenter

Centro de Cidadania Barbosa Lima Sobrinho


Gustavo Tepedino


Heloisa Helena Gomes Barboza


Luís Roberto Barroso


Mauricio Mota


Núcleo de Memória, Informação e Documentação - MID

Ricardo Lira


Secretaria dos Conselhos - SECON

Acervo do Núcleo de Memória, Informação e Documentação (MID) da UERJ

Solenidade de inauguração da Faculdade de Direito do Rio de Janeiro no salão nobre da antiga sede da Associação Cristã de Moços (ACM), à Rua Araújo Porto Alegre nº 26. Da esquerda para a direita: professor Marcílio de Lacerda (2º); professor Roberto Lyra (3º); professor Luiz Carpenter (5º, em pé, discursando); professor Adamastor Lima (6º); e professor Aguinaldo Costa Pereira (7º). 11/05/1935.

Reunião do corpo docente da Faculdade de Direito do Rio de Janeiro, no salão nobre da antiga sede da Associação Cristã de Moços (ACM), à Rua Araújo Porto Alegre nº 26. C.1935.

Fachada da antiga sede da Faculdade de Direito da Universidade do Estado da Guanabara (UEG), à Rua do Catete, 243. Década de 1970.

Antiga sede da Faculdade de Direito da Universidade do Estado da Guanabara (UEG), à Rua do Catete, 243. Década de 1970.

Fachada da antiga sede da Faculdade de Direito da Universidade do Estado da Guanabara (UEG), à Rua do Catete, na época das obras do Metrô. Década de 1970.

Entrada principal da antiga sede da Faculdade de Direito da Universidade do Estado da Guanabara (UEG), à Rua do Catete, 243. Década de 1970.

Alunos no Escritório Modelo da Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Década de 1980.

Posto de Atendimento Jurídico do 9º Juizado Especial Cível na Faculdade de Direito da Uerj. Década de 1990.

Sala de Conciliação do Posto de Atendimento Jurídico do 9º Juizado Especial Cível na Faculdade de Direito da Uerj. Década de 1990.

O professor Roberto Lyra discursa durante a inauguração da biblioteca da Faculdade de Direito da Universidade do Estado da Guanabara (UEG), cujo acervo foi enriquecido com os cerca de cinco mil volumes por ele doados. 14/08/1963.

Inauguração da biblioteca da Faculdade de Direito da Universidade do Estado da Guanabara (UEG). Da esquerda para a direita: professor Oscar Tenório, diretor da Faculdade de Direito; professor Haroldo Lisboa da Cunha, reitor; e professor Roberto Lyra. 14/08/1963.

Biblioteca Roberto Lyra, da Faculdade de Direito da Universidade do Estado da Guanabara (UEG), à Rua do Catete, 243. Década de 1960.

Biblioteca Roberto Lyra, da Faculdade de Direito da Universidade do Estado da Guanabara (UEG), à Rua do Catete, 243. Década de 1960.

Biblioteca da Associação Cristã dos Moços, utilizada entre 1935 e 1943 pelos alunos da Faculdade de Direito. A sua primeira sede foi o prédio da ACM, na Esplanada do Castelo.

Comemorações do Jubileu de Ouro da Faculdade de Direito da Uerj. Da esquerda para a direita: professor Ivo Barbieri, vice-reitor; professor Ricardo César Pereira Lira, diretor da Faculdade de Direito; professor Charley Fayal de Lyra, reitor; professor José Pereira Lira (em pé, discursando); e professor Oscar Dias Corrêa. 1985.

Comemorações do Jubileu de Ouro da Faculdade de Direito da Uerj. Da esquerda para a direita: professor Ivo Barbieri, vice-reitor; professor Ricardo César Pereira Lira, diretor da Faculdade de Direito; professor Charley Fayal de Lyra, reitor; professor José Pereira Lira; e professor Oscar Dias Corrêa. 1985.

Uma das salas de aula da Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), no Pavilhão João Lyra Filho, Campus Maracanã. Década de 1990.

O professor Oscar Tenório, diretor da Faculdade de Direito da Universidade do Estado da Guanabara (UEG), recebe o embaixador alemão Heinrich Bursholz, em visita à faculdade. Década de 1960.

Visita do embaixador alemão Heinrich Bursholz à Faculdade de Direito da Universidade do Estado da Guanabara (UEG). Década de 1960.

A equipe esportiva da Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) exibe os troféus conquistados no torneio I Jogos Jurídicos Nacionais. Outubro de 1993.

Exposição sobre os Direitos Humanos realizada na capela ecumênica da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Da esquerda para a direita: o acadêmico Austregésilo de Athayde; o professor Carlos Alberto Dunshee de Abranches, da Faculdade de Direito; o professor Márcio Tavares D'Amaral, diretor do Departamento Cultural da Uerj; e os representantes da Organização dos Estados Americanos (OEA). 1978.

Palestra de Técio Lins e Silva, ex-secretário de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, no auditório da Faculdade de Direito da Uerj. Entre outros, da esquerda para a direita: Luiz Gustavo Castanho de Carvalho, coordenador do Setor Criminal do Escritório Modelo da Faculdade de Direito da Uerj (2º); e o palestrante (3º). 3/05/1990.

Palestra de Técio Lins e Silva, ex-secretário de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, no auditório da Faculdade de Direito da Uerj. Luiz Gustavo Castanho de Carvalho, coordenador do Setor Criminal do Escritório Modelo da Faculdade de Direito da Uerj e o palestrante convidado. 3/05/1990.

Canteiro do obras do Campus Universitário Francisco Negrão de Lima, da Universidade do Estado da Guanabara (UEG). Década de 1960.

Construção do Campus Universitário Francisco Negrão de Lima, da Universidade do Estado da Guanabara (UEG). O pavilhão Haroldo Lisboa da Cunha, antigo "esqueleto", já com as obras terminadas, e o Pavilhão João Lyra Filho, principal conjunto do campus, ainda em construção. Década de 1970.

Favela do Esqueleto, localizada onde hoje está o Campus Universitário Francisco Negrão de Lima, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Década de 1960.

Trecho de uma viela da Favela do Esqueleto, tendo ao fundo o "esqueleto", uma estrutura de concreto armado inacabada e abandonada, erguida para ser um hospital público. Em seu lugar foi erguido o Campus Universitário Francisco Negrão de Lima, da UEG. Década de 1960.

A estrutura de concreto armado abandonada, conhecida popularmente como "esqueleto", foi erguida para ser um hospital público e até os anos 60 permaneceu inacabada. Foi transformada no Pavilhão Haroldo Lisboa da Cunha, um dos prédios do Campus Universitário Francisco Negrão de Lima, da Universidade do Estado da Guanabara (UEG). Década de 1960.

Fachada principal do Pavilhão Reitor Haroldo Lisboa da Cunha, primeiro prédio concluído do Campus Universitário Francisco Negrão de Lima, da Universidade do Estado da Guanabara (UEG). Década de 1970.

O reitor Haroldo Lisboa da Cunha (ao centro, de terno claro) visita as obras do Campus Universitário Francisco Negrão de Lima, ao lado do vice-reitor João Lyra Filho (à esquerda, de terno escuro), e dos engenheiros responsáveis pelas obras. 1967.

Fotografias da época da construção do Pavilhão João Lyra Filho, no Campus Universitário Francisco Negrão de Lima da Universidade do Estado da Guanabara (UEG). Década de 1970.

Obras de drenagem do Campus Universitário Francisco Negrão de Lima, da Universidade do Estado da Guanabara (UEG). Década de 1970.

Construção do Pavilhão João Lyra Filho, no Campus Universitário Francisco Negrão de Lima, da Universidade do Estado da Guanabara (UEG). Década de 1970.

Vista panorâmica atual do Campus Universitário Francisco Negrão de Lima, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), localizado no bairro do Maracanã. 1998.

O governador do Estado da Guanabara, Antônio de Pádua Chagas Freitas, visita as obras do Campus Universitário Francisco Negrão de Lima. Ao lado esquerdo do governador (que segura uma pá), está o reitor da UEG, professor Oscar Tenório, ex-diretor da Faculdade de Direito. Julho de 1972.

| alto da página |